Feeds:
Posts
Comentários

Archive for maio \27\UTC 2008

Nesta semana, recebi um email com a seguinte frase: “Não é suficiente estarmos ocupados, assim também estão as formigas. A questão é, ‘Com o que estamos ocupados?'” — Henry David Thoreau.
Adorei a frase. Clicando no blog do brilhante Gil Giardelli, encontrei o seguinte post: “Em Tupi Guarani a palavra Ipê, significa liberdade!” Assista o vídeo que o Gil postou:

Visite o site do projeto AcessaSP. Um projeto lindo de inclusão digital.
Este vídeo me provocou. Será que estou realmente ocupado?

Read Full Post »

Lendo o livro “Construção da Marca Pessoal”, de autoria de Thais Alves e Armando Castro, editora Todalidade, os autores utilizam a expressão “zerar a quilometragem” ilustrando que podemos começar nossa vida de onde estamos.
“Somos suficientemente fortes para realizar qualquer coisa, basta querer com muita intensidade.”
Após a leitura do livro, fiquei imaginando qual o momento para “zerar a quilometragem”. Se pensarmos em um hodômetro de automóvel, instrumento para medir distâncias percorridas, sempre podemos “zerar” o ponteiro parcial, no entanto, não podemos “zerar” a quilometragem total do veículo.
Temos o mesmo controle em nossa vida. Não podemos apagar as experiências e lembranças. Boas ou ruins, elas ficarão registradas para sempre em nossa memória. Mas o que podemos “zerar”?
Podemos “zerar” comportamentos, atitudes e hábitos que não estejam de acordo com nossos valores. Nossos valores podem ser alterados a qualquer momento em função do ambiente em que vivemos e das pessoas que convivemos.
Convido-os a escolher momentos de reflexão e silêncio para que possam analisar se seus valores continuam os mesmos. Não defendo que os valores não possam mudar em função de nossas experiências e amadurecimento, mas alguns valores como ética, honestidade e justiça não podem ser esquecidos ou simplesmente apagados.
Vamos sim, “zerar a quilometragem” de nossa vida para a preguiça, vícios, maus comportamentos e para qualquer tipo de atitude ou comportamento que faça mal a nossa alma. Vale a pena lembrar, que me incluo.
Fecho este post com o vídeo do Rolando Boldrin, declamando o poema “Vergonha de mim”, de autoria de Cleide Canton.

Read Full Post »

Um colégio de Portugal adotou uma dinâmica diferente em sala de aula. Ao lado da tradicional lousa, existe um quadro dividido em duas colunas:
Quero Ensinar | Quero Aprender
Com isto, por exemplo, um aluno que sabe matemática preenche a coluna “Quero Ensinar” com a disciplina e o seu nome. Outro aluno que quer aprender matemática, preenche a coluna “Quero Aprender” com a disciplina e o seu nome.
A professora tem o papel de aproximar os alunos e acompanhar o trabalho.
Este é o tipo de dinâmica que socializa conhecimentos.

Para refletir:
Será que estamos preparados para educar a nova geração?

Assista ao vídeo “Você Sabia?” e me responda.

Read Full Post »

Existem inúmeras publicações, sites e pessoas fornecendo dicas preciosas sobre como preparar um currículo, no entanto, tenho observado nos últimos anos um descuido das pessoas ao escrever seu currículo.

Muitas pessoas têm dificuldade ao preparar o currículo e acabam copiando palavras e frases utilizadas como exemplo em publicações especializadas em carreira. Nada contra, desde que você tenha competência para fazer o que escreveu.

Nos últimos meses recebi excelentes currículos, mas no momento da entrevista ficava evidente que o candidato não tinha preparo. Jovens profissionais que escreveram (copiaram e colaram) excelentes parágrafos e que no momento da entrevista deixam claro que são profissionais imaturos. Isto mesmo, imaturo ao achar que ganhariam pontos com currículos bem escritos.

A preparação de um bom currículo exige alguns cuidados:

1. Antes de escrever, faça um mapeamento de suas competências técnicas. Se você for um profissional experiente faça um linha do tempo para identificar os projetos de sucesso e resultados obtidos.

2. Defina um e apenas um objetivo profissional. Exemplo: Estágio em desenvolvimento web; Analista de Suporte; Gerente de Vendas.

3. Valorize seus pontos fortes. Se você não tem experiência profissional, mas cursa ou cursou uma faculdade reconhecida. Valorize-a no perfil profissional.

4. Perfil Profissional vem depois do objetivo. É o espaço para convencer o entrevistador a conceder a oportunidade de uma entrevista.

5. Experiência Profissional. Valorize projetos de sucesso, procure mostrar como você ajudou as empresas a obterem bons resultados.

6. Cuidado com cursos rápidos. Se você tem muitos cursos de curta duração coloque de modo resumido. Exemplo: Cinqüenta horas em cursos de aperfeiçoamento profissional.

7. Idioma. Se o nível de língua estrangeira for básico, não coloque no currículo. Pode gerar embaraços em entrevistas.

8. Antes de enviar o currículo peça para algum amigo ler. Cuidado com os erros de português.

No currículo, deve constar apenas as competências que você tem certeza que é capaz de exercer. Sucesso a todos.

Read Full Post »

Respeito

Passamos a maior parte do nosso dia em um ambiente de trabalho, seja formal ou informal. Convivendo com pessoas de diferentes culturas e crenças, dividindo poucos metros quadrados de espaço.

Outro fator comum é a diferença de idade, estado civil e interesses. Pessoas jovens, solteiras, interessadas em crescer dividindo “baias” com profissionais maduros, casados, interessados em sobreviver. Pronto, arrumei confusão. Tenha calma e leia o post até o fim para entender meu ponto de vista.

O objetivo deste post é mostrar que podemos criar um ambiente de trabalho melhor apenas com o respeito. Todos nós temos interesses, objetivos e metas a alcançar. É bem provável que meus interesses sejam diferentes que os seus e vice-versa. No ambiente de trabalho é a mesma coisa, às vezes simpatizamos com alguns colegas, outros não e vamos convivendo.

Tenho certeza que muitas pessoas não gostam de alguns colegas de trabalho e que muitas vezes perdemos tempo precioso de trabalho fazendo intrigas, piadas de mau gosto, sonegando informação e em alguns casos faltando com o respeito.

Você não precisa ser amigo de todo mundo, mas respeito é fundamental. Vamos parar de perder tempo falando mal das pessoas e sonegando informações. Se você quer crescer, compartilhe informações. Como você pode crescer, se o seu trabalho pode ser feito apenas por você. Encontre uma pessoa para passar o conhecimento, busque conhecimento, faça do seu ambiente de trabalho um local agradável. É tarefa fácil? Não é.

Não é fácil, porque envolve pessoas e principalmente pessoas com interesses diferentes. É neste ponto que o gestor deve deixar claro que o interesse é a missão da empresa. No ambiente de trabalho a missão, os valores e os objetivos são da empresa. Todos devem trabalhar em sinergia para alcançar o mesmo objetivo. Por isso, volto a dizer: A palavra é respeito.
Respeito pelo colega, respeito por qualquer atividade da empresa, respeito pelos interesses da empresa e respeito a você. Respeite-se como profissional. Tenha postura, procure agregar valor em seu trabalho e com seus colegas, faça render seu dia de trabalho para aproveitar o restante do dia com seus interesses.

Tenho certeza que com respeito você ganhará muito em qualidade de vida no ambiente de trabalho e na sociedade. Pense nisso.

Read Full Post »

Existe uma relação direta entre aumento de renda e aumento de gastos. Boa parte das pessoas muda de hábito após um aumento de salário.
Por quê?
As pessoas freqüentam lugares (restaurantes, lojas, cinemas, teatros, shows) de acordo com seu poder de compra. Quando o poder de compra aumenta, você começa a freqüentar outros lugares sem saber o motivo. Curiosidade, Novidade, Status. Não importa a palavra, mas sim o conceito de valor agregado.

O que é valor agregado?
Defino como o valor financeiro que você se dispõe a pagar por algum item.
Não podemos julgar as pessoas pelos gastos, seu conceito de caro e barato pode ser diferente do meu e vice-versa. O importante é saber que independente dos gastos, você precisa ter sobra de salário. O que eu faço para ter sobra de salário? Duas coisas: Planejamento e Disciplina.

Na prática:

1. Procure um ambiente tranqüilo, sem interrupções e reserve pelo menos 2 horas para o planejamento inicial.

2. Anote todas suas fontes de receita e despesas. (Anote tudo, café, cigarro, não despreze os pequenos valores).

3. Classifique as despesas em fixas, variáveis e supérfluas.

4. Pare e reflita
Sobrou dinheiro? Reserve um valor para imprevistos e o restante invista.
Faltou dinheiro?
O que pode ser cortado? Verifique os supérfluos
Estou pagando juros de cheque especial e cartão de crédito? Negocie com o seu banco. Faça uma consolidação de dívidas. Isto é, o banco soma todas as suas dívidas e parcela o valor em prestações fixas utilizando uma taxa de juros menor que o cheque especial ou cartão de crédito.
Consigo aumentar minha renda? Realizar atividades extras para complementar a renda.

5. Assuma um compromisso com você.
O que eu preciso fazer para organizar minhas finanças?
Como vou fazer?
Quando?

6. Tenha disciplina e responsabilidade de honrar seu compromisso.

Organizar suas finanças depende de você. Faça uma visita aos sites:

http://www.maisdinheiro.com.br/
http://financenter.terra.com.br/

Nos sites indicados existem planilhas, dicas e informações de profissionais qualificados em finanças. Dedique algumas horas lendo os artigos e conselhos de especialistas no assunto.

Estamos acostumados a conviver com mudanças constantes, somos obrigados a aprender conceitos e tecnologias a todo o momento. Vamos aprender a organizar nossa vida financeira.

Sucesso e dinheiro a todos.

Read Full Post »

Você nem percebe, chega o final do mês e seu dinheiro acabou. Mais do que isso, você está utilizando o cheque especial e todo tipo de crédito que seu banco possa te oferecer.
Você deve estar pensando que relação existe entre finanças pessoais e a carreira. Antes de detalhar o assunto contarei um fato que aconteceu comigo.

No ano de 1999, eu cursava o terceiro ano da graduação. Trabalhei em três empresas entre o período de 1997 até 1999. Mas porque tantas empresas? Eu não tinha muita experiência profissional. Eu mudava em função do dinheiro, meu salário nunca era o suficiente. Pior, eu acreditava que mudar de empresas em curto espaço de tempo era em função da minha qualidade profissional.

Eu ficava em média sete meses nas empresas, quando eu percebia que o salário não era suficiente para pagar os juros do cheque especial, cartão de crédito e outras despesas eu começava a procurar defeitos na empresa, em colegas de trabalho e em situações do dia a dia.

Em resumo, arrumava motivos para mudar de emprego. E assim fui levando a vida. Administrando mal as finanças, Enganando-me como profissional e perdendo boas oportunidades. Sabem como eu “acordei”?

Em 2000 participei de um processo seletivo em uma multinacional. Fui aprovado nos testes e pelo gerente técnico. Faltava apenas conversar com o diretor financeiro. Nunca esquecerei este dia. O diretor se apresentou, perguntou se eu conhecia a empresa, falou sobre a vaga e pediu para eu desenhar na lousa um modelo de B2B (Business to Business). Fui à lousa, fiz o desenho e expliquei da forma que julguei correta. Após a explicação, fez outras perguntas e entre elas perguntou:
Quantas vezes você já utilizou o cheque especial?

Estranhei a pergunta, com um sorriso amarelo no rosto, respondi que estava utilizando e que todo mês eu utilizava.
Em seguida, ele perguntou o meu salário.
Assustado, respondi o valor.
Ele se levantou, foi à lousa e perguntou:

Quais são suas despesas?
Em poucos minutos e com uma aritmética simples ele mostrou que eu não sabia administrar meu dinheiro. Após as contas e um sermão, o diretor financeiro finalizou:
Como você quer trabalhar em minha empresa, se não a conhece, não sabe como ganhamos dinheiro e não sabe administrar o seu. Você acha que tem condições de trabalhar aqui?
Agradeci o tempo dedicado, levantei e fui embora.

Ao sair daquela sala, percebi o quanto imaturo profissionalmente eu era. Atenção, imaturo profissionalmente não significa que eu não tinha habilidades técnicas. Significa que eu na sabia como me preparar para uma entrevista e como encarar a situações de pressão.
Vocês percebem os erros que cometi ao participar da entrevista sem preparo?
1. Não buscar informações sobre a empresa
2. Não conhecer a cultura da empresa
3. Não saber como a empresa ganha dinheiro
4. Não saber apresentar uma idéia para profissional não técnico. (Falarei em breve sobre este assunto em outro post)

Amigos leitores, saber administrar seu dinheiro é fundamental para sua carreira. É fundamental ter sobra de dinheiro para imprevistos. Lembre-se que, ao ficar desempregado você terá despesas para participar de processos de seleção. Pense comigo:
Dependendo do lugar, você terá despesas com transporte, estacionamento, alimentação. Processos seletivos demoram e você participará de vários. Lembrando que você terá seus compromissos mensais para honrar e pode precisar do dinheiro para investir em qualificação profissional.

Não entrarei no assunto valor de salário. Aprendi que independente do salário temos que saber planejar nossa vida financeira.
Infelizmente, não temos cultura de educação financeira. Em minha opinião, deveria ser disciplina obrigatória desde o ensino fundamental. Se você se interessou pelo tema, aconselho a procurar algumas literaturas sobre o assunto:

Livro: Dinheiro – Os Segredos de Quem Tem
Autor: Gustavo Petrasunas Cerbasi
Editora: Gente

Livro: Investimentos – Como Administrar Melhor seu Dinheiro
Autor: Mauro Halfeld
Editora: Fundamento

Livro: Gestão Financeira de Negócios
Autor: Aurélio Hess

Além disso, procure algum software para auxiliar na gestão do seu dinheiro. Existem muitas opções no mercado. Boas opções gratuitas e pagas. Eu utilizo o Microsoft Money. O software me ajudou muito. É claro que precisa ter a atitude de mudar, criar disciplina e estudar um pouco sobre o tema dinheiro.

Procure também conversar com amigos e filhos sobre o assunto. Quem tiver dificuldade para organizar as idéias me procure através de e-mail.

Diante do exposto, podemos concluir que administrar sua carreira implica em administrar sua vida pessoal. Não se engane. Pare algumas horas e reflita sobre o assunto. Acredito que existem duas formas de aprender. Uma é sair fazendo sem pensar e planejar, a outra é aprender com os erros dos outros.

Sucesso a todos,

Read Full Post »

Older Posts »