Feeds:
Posts
Comentários

Archive for julho \25\UTC 2012

Meu último post neste blog foi em 2009.  Sendo preciso, 10/09/2009, são 2 anos e 10 meses sem nenhuma publicação.

Gosto de escrever, compartilhar idéias e principalmente compartilhar experiências que possam ajudar outras pessoas. Você pode imaginar que nestes quase 3 anos sem escrever nenhum post, passei por diversas situações pessoais e profissionais as quais dão muito material.

Enfim, acredito que o post de hoje é a realidade que enfrentei nos últimos 4 meses e que foi possível enfrentar com tranquilidade em função de algumas lições aprendidas desde 2003.

Pesquisa recente do Serasa Experian (http://www.serasaexperian.com.br/), que foi bastante divulgada hoje nos jornais matinais apresenta 4 dados interessantes:

  1. Houve um aumento de 19% na inadimplência no 1 semestre deste ano comparando com o mesmo período do ano anterior;
  2. 60% dos brasileiros tem dívida acima da própria renda;
  3. Cheque Especial e Cartão de Crédito continuam sendo os grandes vilões;
  4. O problema não é desemprego, mas descontrole da população;

Gostaria de trabalhar apenas 2 dados desta pesquisa: “Viver com dívida cima da própria renda” e “Descontrole”. Em 2006, publiquei dois artigos no iMasters (Abraços ao meus amigos @tbaeta e @viviannevilela) que ainda estão atuais:

http://imasters.com.br/artigo/4719/carreira/quanto-mais-eu-ganho-mais-eu-gasto

http://imasters.com.br/artigo/4612/carreira/a-influencia-das-financas-pessoais-na-carreira

O anos de 2003 a 2005 foram anos muito ruins para mim na questão finanças pessoais. Vivia com dívida acima da renda, total descontrole, o cheque especial havia “sido” incorporado a minha “renda”, a fatura do cartão de crédito era paga apenas o mínimo. Enfim, caos total nas finanças que acabaram influenciando diretamente na minha vida profissional.

Eu me recusava a encarar a realidade, para mim a solução dos problemas era aumento de salário. Como não merecia, vivia de empréstimo a empréstimo.

Afirmo com certeza que a pessoa que abriu meus olhos, foi o consultor financeiro e escritor Gustavo Cerbasi (@gcerbasi), com o livro “Dinheiro – Os segredos de quem tem”.  Livro objetivo e direto ao ponto. É o livro que mais recomendo aos amigos com dificuldades financeiras.

A metodologia proposta por Gustavo e que eu apliquei (aplico) com disciplina em minha vida desde 2005 é o que mudou minha situação de endividamento 100% para endividamento 0% e ainda construindo minha independência financeira. Obrigado Gustavo Cerbasi 🙂

Por quê estou falando disto agora? Há 4 meses atrás, descobri que estava com um tumor maligno na tireóide e hoje recebi alta do hospital com completa restauração da minha saúde. Evidente que descobrir este tipo de doença, causa profundas reflexões em diversos aspectos da nossa vida (Reflexões que compartilharei em outros posts), mas o objetivo deste post é mostrar que a tranquilidade financeira, junto com o apoio dos amigos, familiares e empresa foi fator determinante em minha pronta recuperação.

Por mais que você tenha um ótimo plano de saúde, possa usufruir de uma excelente rede de médicos e hospitais (Como foi meu caso, graças a Deus), sem dúvida você terá gastos não cobertos e planejados. Onde quero chegar?

Quero registrar que os imprevistos, acontecem com todos. Tenho 33 anos e nunca imaginei que iria enfrentar tal situação tão cedo e o melhor, com tanta tranquilidade financeira.

Eu consegui, você consegue. Basta disciplina.

Se você está passando por dificuldades financeiras. Pare por algumas horas, anote em um papel seus gastos, seus hábitos, seus desejos, suas necessidades. Só assim para começar a priorizar o que é importante.

Não me tornei um “escravo” do dinheiro. Os mais próximos conhecem bem meus hábitos e estilo de vida, apenas aprendi a ter educação financeira. Usando o conceito dos 3 baldes (Orçamento para segurança, investimento e luxo). Ficou curioso? Leia o livro que indiquei (rsrs)

Além dos 3 baldes, antes de comprar qualquer produto/serviço faço as 3 perguntas mágicas: Preciso? Tem que ser agora? Tenho dinheiro? Se a resposta for não para as duas primeiras, não compre. Se a resposta for sim, reflita.

Quando for as compras, esteja preparado para não comprar. 🙂

Abraços e até breve

Anúncios

Read Full Post »